A mente e o corpo.

Esses dias quando comei tomar um Chá que o Ananta me ensinou. A primeira vez que comeu a tomar chá foi quando tinha uns 20 anos e fui para a casa da família da minha amiga Pet. E era na China. Lá me levaram a tomar um café da manhã e me trouxeram um chá. E eu pedi água, eles me trouxeram água quente e me explicaram que nem no calor modificar para gelado. Naquela época eu morava nos Eua. Tomava refrigerante e água gelada.

Todos os dias eu estou tomando um chá, que acho que tem muitos benefícios, e me fez pensar sobre isto. Claro que eu não sou que sabe cozinhar e nem é comprado pronto, e resolvi contar em relação às coisas. Na verdade, cosmi a ler tudo que devo comer em vez de comprar vitaminas. Pessoas que sabem que eu nascei de uma avó magra e uma obesa. Minha mãe queria que eu não fosse obesa. E eu achava que era por preconceitos com pessoas obesas. Quem me conhece desde pequena, e sabe que fiquei obesa e hoje sou mais magra. Eu queria contar a todos para que as pessoas façam suas escolhas.

Fui engordando. Na verdade, até de quando, com 15 anos morei na Austrália. E assim eu deixar andar muito, não fazer exercícios, e não pensar na saúde. Mesmo porque eu pensava “Magro é chato, querem encher meu saco, e são burras. “Comia como o pensamento“ como o que eu gosto ”Eu queria uma foto e minha mãe e eu deixo uma que já tinha magra pois preferia tirar a fotos dos outros. O que será que eu pensava?

Quando morei em Londres acabei indo ao Marrocos e meu primeiro ataque epilético. E quando voltei a Londres fui ao hospital e quis sair. Sem saber o que fazer e fui procurar um método alternativo. E começou com uma semana num tipo de jejum. Aquilo começou a me modificar. E eu acabei indo à Índia, e lá eu sempre bebia muito chá. Hoje estou dos dois lados da medicina e penso muito na alimentação que colocamos em nós.

Comecei observar os meus amigos de 70 a 80, 90. Agora aprendi do que uma senhora de 101 anos, dona Maria, que é mãe da Anísia, que era uma caseira da casa de Ubatuba da vovó. Ficou tão claro como é a relação da alimentação e a movimentação e a mente. Eu e a vovó estávamos na festa dela de 100 anos no ano passado, e ela estava usando uma cadeira de rodas. Aquela foi a última vez que vovó veio a Ubatuba. Ontem fiquei sabendo que dona Maria foi num nutricionista, parou de comer só mingau, melhorou a alimentação e voltou a andar.
Sonia, que era amiga da vovó, tem 95 anos, e agora anda com andador diariamente. Andador este que era da vovó. E ele conversa com a vovó nas suas caminhadas e como diz: “ando com minha amiga todos os dias”. Ela sabe ligar sem o que é para mim. E um dia ela me manda fotos. Elas eram amigas antes de terem filhos. Estou conversando com várias amigas de 90 anos que tiveram que agora de novo aprender como utilizar um mente. Nunca param de aprender novas coisas. Vejo que sabem de utilizar a mente. Como soube Dona Maria que estava de cadeira de rodas por comer apenas mingau. Voltou a comer frutas, legumes, etc. e o corpo a celebrar 101 andando de pé.

Agora faz umas 3 semanas que veio em Ananta, que é o pai do meu grande amigo Sho. Eu tinha até conhecido no Vietnã e eles pegos aqui em Ubatuba. Ananta faz ioga cedo todos os dias, e eu tomando o meu chá que era limão, gengibre, própolis e mel. Ele me disse que era bom, mas me sugeriu eu colocar também açafrão e cenoura. Então eu comai e adoro demais. Ananta tem 78 anos e sua vida é incrível.

A alimentação é fundamental. Por isso eu escrevo isso. Tanto a alimentação como a movimentação como vemos no presente. E eu que fui obesa de pensamentos, digo como somos. Vejo todas as amigas da minha avó de ginastica até 90 agora ativam coisas novas. Naoko, que tem mais de 80 e continua tudo da mente é ativa em tudo. O Ananta com 78 profissionais essa foto todos os dias cedo. E eu a minha mãe, que tem 73 faz todos os dias exercício e anda. Aliás, meus pais vão ao clube de máscara mas não para nada. Eu, a do contra, vejo como isso é fundamental.

Assim eu voltei a fazer mais e estou mais ativada. Percebo que mesmo tudo devagar é melhor qualquer movimentação. Isso não depende de idade, de classe, de visão. Digo por que eu já fui gorda, já fiquei sem andar do segundo coma, e eu que não andar e preciso de um ortopedista, que quis parar a cada segundo com tantas como explicações. Mas aqui de eu ir ver o Sol nascer e nascer a ver andando, correndo. Muitos que fazem antes de trabalhar. Assim eu tento seguir os idosos ativos porque os admiro demais. Mesmo porque este ano já faço 40 :).

Penso em todos, que todos nos façamos nossas melhores escolhas. Sempre é ativo o corpo porque o que bebemos e comemos e nossos corpos são nossos mentes. Que mantemos tudo que somos da melhor maneira.

Como amor,
Ju

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s