Os Vermes

Quem me conhece sabe que eu fui de ateia militante a interessada em questoes metafisicas e ontologicas. Buscando pelo caminho a meditacao, yoga, budismo, filosofia e até mesmo perguntas ou respostas nos meus amigos fisicos. Engracado, que hoje eu raramente entro em qualquer discussao desse tipo. Estou super acostumada com os argumentos do Dawkins ( afinal eu era uma “fiel leitora”), o Dennet, os neurocientistas, enfim, todas as visoes materialistas da consciencia. Com quase tudo isso eu sei lidar. Com o povo do outro lado tambem, eu escuto quase tudo, e enfim, para ser sincera ja nem tenho muita necessidade de estar certa 🙂 Como colocaria um amigo meu “The TRUTH is overated 🙂

Nao é que hoje no entanto, eu estava voluntariando quando uma coisa engracada aconteceu. Estava eu la brincando com o Severum, quando de repente um grupo de alunos da minha classe comecou a ter uma disussao. Uma discussao daquele tipo de discussao de crianca, cada um repetindo a mesma coisa varias vezes. Eu nao estava escutando do que se tratava, na verdade so me dei conta do evento, quando ouvi meu nome.

Alguem la tinha decidido ” Let s go ask Juliet! She will know!!!!” Nisso concordaram e veio um grupo de umas 6 criancas correndo em minha direção. No comeco eu nem conseguia entender o que estava acontecendo, nem o que eles estavam me perguntando. “Guys, I cant understand anything.” De repente a Nadja, uma pequena menininha muculmana da Somalia me pergunta: ” Julieta nao é verdade que vermes NAO vao para o céu.?”

Parecia cena de filme, eu fiquei muda, eles todos em silencio e esperando a minha resposta, a resposta “Correta”. Que foi é claro ” Nao sei, o que voces acham?”. Bom, uns comecaram a explicar que sim é logico porque um verme é um animal e todos os animais vao para o ceu, outros diziam que nao que nao tem animal no ceu, um outro menininho disse que ceu nem existia!. E eu repeti que nao sabia. Foi tao engracado estar ali rodeada de criancas de crenças completamente distintas, e escuta-las ponderando sobre a questao.

Quando eu cheguei em casa contei ao Haiko sobre a estoria. E ele me perguntou imediatamente: “e voce o que acha?” Ele que nem acredita em ceu, com sua visao “neuro-cientifica” disse que ainda que existisse um ceu, ele achava que os vermes nao qualificavam pois nem tem “consciencia”. Eu resolvi entao usar o perspectivismo do Viveiro de Castro, assim como exercicio mental. Alondra, minha roomate, foi categorica “Claro que sim. Claro que eles vao.!!”. Eu expliquei a ela que essa visao nao condizia com o catolicismo dela. “Claro que vao, é vida e é isso o que importa!”. Paralelamente na minha mente eu podia ate exergar meu amigo Emanuel dizendo” Is that a serious question???? É obvio que nao ! E voce deiva ter dito a essas criancas, e nao ficar colaborando com crencas sem sentido!”.

Engraçado, nessas questoes metafisicas, e ontologicas, nos podemos ate usar palavras mais elaboradas, podemos ate desconsiderar linhas de pensamentos, “customize” as nossas ideologias, podemos buscar fatos e mais mitos. No entanto, observando o nosso comportamento eu senti que ele nao se diferenciara muito das minhas criancas de 6 anos. Alguns tem ideias fortes, outros tem perguntas, alguns nao sem importam, muitos buscam alguem que seja mais validado pela sociedade para ter a respota “correta”, mas “ultimately” nos sabemos muito pouco. E afinal os vermes vao para o ceu???

1 thought on “Os Vermes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s