Quem Somos?

A mente é um mistério. Minha tia me disse que eu gosto muito da palavra impermanência. Talvez por ter perdido áreas do cérebro que eu lembro mais desta palavras. Mas eu acho que a impermanência é a base da nossa existência como é a nossa mente.

O cérebro é um mistério muito grande, mas a profundeza enorme é de uma maneira de acordar e pensar oque é a mente ? Eu penso “ aquém pertence?” . Quando dormimos onde será que vamos e escolhemos ?” . Quando meditamos que parte do corpo que está escolhendo para onde vamos?.

Talvez nesse momento que nós estamos mais parados e nos fazem nós termos que lidarmos com nós mesmos. Estarmos mais perto do outro que nos conhecem, e não achamos que nos representa ao outro como somos.

Por que será que agora parados sempre procuramos um outro que fala o que queremos. Será está ali “quem somos?”

Mas mesmo do lado do outro tantas vezes preferimos escutar o outro falar enfatizar e mas são as coisa o que queremos. De alguma maneira quase tudo e todos precisamos quem sabe um dia “

Escrevo sobre isso porque o que mais me ajuda é meditar. Confesso que os tempos são muito pequenos porque a mente não gosta dessa busca. Nosso próprio corpo e a mente atrapalham. Que folga será esta? De manhã quando medito lembro o que não fiz e o que preciso fazer no futuro. Em outras palavras, o corpo e a mente se movimentam não gosta de descobri como é o presente. Mas essa é minha busca mas qua sempre me deixa no passado e do futuro. Mas aos poucos eles estão aumentando em achar a paz.

Lidar com o presente é incrível. Me lembro também de um palestino que contei a ele que eu era ateia e ele me disse que iria rezar a vida inteira por mim. Fiquei emocionada e ensinei ele a meditar, pois era maneira de agradecer das suas palavras de oque mais admiro na minha vida.

Sentei do lado dele quando passou meia hora eu abri o olho mas ele continuou. Ele meditou por mais de um hora quando eu me deslocava de mim para observar o outro. Quando abriu os olhos ele viu Deus. Fiquei tocada e mesmo com todas as minhas perdidas do cérebro algum lugar da mente nunca me fez esquecer. Oque será que vemos. Quem somos em, como a nossa mente vê?

A impermanência da vida é que nada se mantém nesse momento de tantas perdas e nos faz termos que lidar com a impermanência da vida quem sabe um dia vamos encontrar oque não parar e admirar o agora.

Todos os dias tento meditar. Sugiro a todos de tentar meditar, não importa quanto tempo e nem de representar ao outro e sim como nós somos.

E eu espero que não seja o foco negativo do meu egoísmo, eu lamentava demais como eu era antes. Mas nem naquela época até hoje não sei quem eu sou. Mas eu observo do possível do agora.

Quem sabe um dia nos encontramos nós mesmos. Nessa impermanência da vida vamos a todas as mudanças da nossa existência mas pela mente ou energia e espiritualidade de alguma maneira essa mente sente mais.. só não sei quem sou. Mas nessa busca traz a compaixão , a impermanence e a paz.

Com amor,

Ju

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s